sábado, 7 de novembro de 2009

Obrigado Sorín!




Olá Nação!

Nesta semana nos despedimos do jogador que mais cativou e emocionou a torcida cruzeirense.
Vindo de um lugar não muito querido pelos brasileiros. Sorín, mais conhecido em seu país como Juampi, começou a se destacar nos gramados argentinos.
No seu primeiro time profissional, o Argentinos Juniors, o jogador fez uma boa campanha sendo vendido para a Juventus da Itália.
Não se adaptou muito em sua primeira passagem pela Europa e voltou para seu país, jogando no River Plate, onde permaneceu por mais tempo nos gramados - 150 jogos.
Após fazer história no River, outro time se interessava no jogador. O Cruzeiro investiu alto e o trouxe no ano de 2000.
O investimento cruzeirense não foi em vão, pois nesse mesmo ano, Sorín foi um dos nomes que conquistaram a Copa do Brasil.
Nos anos seguintes, 2001 e 2002, conquistou ainda duas Copas Sul-Minas antes de ser vendido novamente para a Itália, desta vez para a Lázio.

Ao chegar na Itália, uma lesão logo no início da temporada, atrapalhou e muito o rendimento do jogador.
Em 2003 , foi emprestado para o Barcelona, recuperando seu bom futebol, na Espanha.
Com o fim do empréstimo, foi comprado pelo Paris Saint-Germain.
Atuou também na França pelo PSG, conquistando uma Copa da França. No meio dessa temporada, Sorín voltou para o time que mais tinha se identificado, o Cruzeiro.

A torcida cruzeirense comemorou a volta do ídolo, mas este ficou pouco tempo na sua segunda passagem pelo clube, sendo logo vendido para o Villareal da Espanha.
No time espanhol, Sorín chegou às semifinais da Liga dos Campeões, coisa que até então nunca tinha acontecido na história do clube.
Depois do Villareal, foi para a Alemanha. Jogou pelo Hamburgo mas não conseguia sequência de jogos devido a uma contusão que o afastava dos gramados.

Recentemente Sorín voltou para o seu clube de coração. Chegou em 2008 no Cruzeiro, tratou-se da contusão e voltou ao campo no início de 2009. Infelizmente a contusão de Sorín deu sinais de impedir o guerreiro celeste de exercer sua profissão por mais tempo.
Aos 33 anos, Sorín anunciou sua aposentadoria no clube em que fez história.

No jogo de despedida, entre Cruzeiro e Argentinos Juniors, o time do coração venceu o primeiro time por 2a1. Sorín vestiu a camisa celeste no primeiro tempo e no segundo usou um pouco a camisa da equipe argentina, recolocando e ficando com o manto azul até o fim da partida.
Mais de 50 mil pessoas assistiram à emocionante despedida do ídolo no estádio.


Sorín sempre foi sinônimo de raça, superação e qualidade. A torcida celeste reconheceu isso logo no início e será eternamente grata aos momentos de alegria que o jogador trazia para campo. Sorín era ao mesmo tempo torcedor e jogador, por isso é que ficará para sempre na memória de todos os cruzeirenses!

Obrigado Sorín!



Nome completo:
Juan Pablo Sorín
Nome popular:
Sorín
Data de nascimento:
05/05/1976
Local de nascimento:
Buenos Aires (ARG)
Altura:
1.73 m
Peso:
67 kg
Posição:
Lateral-esquerdo
Clube atual:
Aposentado
Clubes anteriores: Argentinos Juniors-ARG (1984-1995)
Juventus-ITA (1995-1996)
River Plate-ARG (1996-1999)
Cruzeiro (2000-2002)
Lazio-ITA (2002-2003)
Barcelona-ESP (2003)
Paris Saint-Germain-FRA (2003-2004)
Cruzeiro (2004)
Villarreal-ESP (2004-2006) Hamburgo-ALE (2006-2008)
Cruzeiro (2009)
Gols na carreira: 40 (18 pelo Cruzeiro)

Títulos:

Juventus: Liga dos Campeões UEFA 1996.
River Plate: Copa Libertadores da América 1996, Supercopa dos campeões da Libertadores 1997, Campeonato Argentino 1996, 1997 e 1999 (Apertura), (Clausura) 1997.
Cruzeiro: Copa do Brasil 2000, Copa Sul-Minas 2001 e 2002, Supercampeonato Mineiro 2002, Campeonato Mineiro 2009.
Paris Saint-Germain: Copa da França 2004.
Seleção Argentina: Campeonato Mundia Sub-20 1995

2 comentários:

Equipe Esporte Total disse...

Execelnte jogador, idolo de todos nós cruzeirenses. O que marcou mais dele no Cruzeiro, além da técnica, foi a raça que ele demostrava nos jogos. Isso falta no futebol brasileiro, se nosso time tivesse um outro "Sorin", estavamos bem melhor do que estammos hoje.
Teu blog também foi add na lista de favoritos. Abraços.

André do Blog Esporte Total
http://esportetotalbh.blogspot.com/

Carlão Azul disse...

Concordo em gênero, grau e número. Espero que Sorín se decida por continuar a trabalhar no Cruzeiro, como um embaixador ou outra coisa.